quarta-feira, setembro 13, 2006

Geração em Linha - 2006

Entre nós I 2005
Antes ou depois? I 2005

Fragmento Ausente II I 2006
Fragmento ausente I I 2006


Opostos complementares I 2003

Retrato II I 2005

Eterno Feminino II I 2005

Equilibrio I 2005

Energia I 2005


Passagem por vós I 2005

Contra-opostos I 2005

A linha I 2005


O retrato I I 2005

Infinito I 2005


Vertigem I 2005

Às avós I 2005



oVo I 2004



Para ti escultor....

… Se me conseguires ouvir, nunca sintas medo, sou a escultura, sou o teu eco, eu apenas te quero dizer para não adicionares nem retirares nenhum pedaço de barro que me forma, porque já consigo falar contigo, sou por isso uma obra terminada, capaz de responder às tuas vibrações e por isso à tua necessidade interior…



3 comentários:

loisa disse...

Olá Pedro! Parabéns pela exposição e enquadramento das peças, o Teatro Aveirense está ainda mais bonito. Podes ver a reportagem do dia da inauguração no Aveiro TV ( www.aveiro.tv ). Votos de continuação de muito sucesso! Beijinhos Luisa

carmezim disse...

Acho muito Interessante a dança, o jogo das peças duplas...

carmezim disse...

Este texto representa bem a dimensão da Escultura, da arte.
Algumas das suas peças lembram-me asanas de Yoga, passam uma energia e equilíbrio extraordinárias.